Categories: Notícias

Brasil mantém a coroa olímpica depois que Malcom vence na prorrogação

O Brasil conquistou o ouro no futebol masculino olímpico pelo segundo torneio consecutivo, quando o substituto Malcom venceu a Espanha por 2 a 1 após a prorrogação no sábado.

Matheus Cunha aproveitou uma falha defensiva para marcar nos acréscimos do primeiro tempo, depois que Richarlison acertou um pênalti por cima do travessão para o Brasil.

A Espanha empatou na primeira hora, quando Mikel Oyarzabal caiu em casa com um chute forte, mas o ex-atacante do Barcelona, ​​Malcom, garantiu o título ao Brasil com seu gol aos 108 minutos.

O Brasil, que conquistou o ouro em casa no Rio 2016, se tornou o quinto time a manter a coroa olímpica em mais uma noite triunfante em Yokohama, onde conquistou o último de seus cinco títulos da Copa do Mundo em 2002.

Depois que Neymar levou o Brasil ao ouro olímpico, desta vez foi a vez de Dani Alves capitanear o país na final contra uma forte seleção espanhola com seis jogadores que participaram da Euro 2020.

Invicto nas Olimpíadas contra uma nação europeia desde 1988, o Brasil quase ficou para trás quando Diego Carlos passou a bola por cima de seu próprio goleiro antes de desviar da linha quando Oyarzabal tentou acertar Dani Olmo.

Um mau passe de Unai Simon permitiu a Richarlison colocar Douglas Luiz, cujo remate foi desviado pelo guarda-redes espanhol.

O brasileiro Malcom Filipe chuta a bola e faz o gol do goleiro da Espanha, Unai Simon. | AFP-JIJI

O Brasil precisava de pênaltis para ultrapassar o México nas semifinais, e foi concedido um pênalti aqui após uma revisão do VAR, quando Simon achatou Cunha enquanto tentava acertar um cruzamento.

Mas o atacante do Everton, Richarlison, desperdiçou a chance de somar aos cinco gols que lidera a competição ao marcar por cima.

No entanto, a Espanha não perdeu o jogo pela segunda vez, quando Alves mandou bem alto para a área, onde o hesitante Pau Torres deu a Cunha tempo de controlar e acertar o escanteio.

Marco Asensio, o vencedor da partida da Espanha na prorrogação contra o Japão na rodada anterior, durou apenas 45 minutos com Carlos Soler entrando no segundo tempo, inadvertidamente atrapalhando um remate de Oyarzabal.

O Brasil quase dobrou a vantagem quando uma rápida parada resultou em Simon fazendo uma excelente parada com as pernas para desviar o chute de Richarlison para a barra.

O jovem espanhol Bryan Gil, que se juntará ao Tottenham Hotspur em seu retorno do Japão, balançou a barra a dois minutos do final, já que 30 minutos extras foram necessários pela quinta vez em oito partidas eliminatórias.

Malcom, que passou por uma passagem difícil no Barcelona em 2018-19 antes de partir para o Zenit São Petersburgo, correu para uma longa bola de Antônio, passou por Jesus Vallejo e atirou por Simon para gravar seu nome nos livros de história.

Em uma época de desinformação e muita informação, jornalismo de qualidade é mais crucial do que nunca.
Ao se inscrever, você pode nos ajudar a contar a história da maneira certa.

INSCREVA-SE AGORA

GALERIA DE FOTOS (CLIQUE PARA AMPLIAR)

.

Artigos recentes

No Ocidente, a China é um rival. Mas para outros, diz um novo estudo, Pequim é um parceiro.

Do ponto de vista dos Estados Unidos e da maioria de seus aliados, a China…

21 minutos ago

Prisão de ex-executivo das Olimpíadas de Tóquio preocupa Sapporo

sapporo – A prisão do ex-executivo do comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio Haruyuki…

28 minutos ago

Veredicto do mais alto tribunal da Coreia do Sul sobre trabalho de guerra para moldar laços Seul-Tóquio

Espera-se que a Suprema Corte sul-coreana decida em breve se deve ou não manter um…

44 minutos ago

3.500 seguidores da Igreja da Unificação protestam em Seul contra relatos da mídia japonesa

SEUL – Cerca de 3.500 membros da Igreja da Unificação se reuniram em Seul na…

51 minutos ago

Distrito de Tóquio descobre que 1 em cada 3 reclusos não quer ajuda do governo para se reintegrar

Uma pesquisa recente realizada no distrito de Edogawa, em Tóquio, mostrou que até um terço…

2 horas ago

Ex-executivo das Olimpíadas de Tóquio recebeu pedido por escrito de Aoki

Haruyuki Takahashi, ex-executivo do comitê organizador das Olimpíadas de Tóquio, recebeu um pedido por escrito…

2 horas ago

Este site usa cookies.