Categories: Vida

Explorando a poesia de um imperador exilado nas Ilhas Oki

Antes que os mares agitados do inverno tornem as travessias de balsa uma aposta, embarco em um navio no porto de Shichirui, na província de Shimane, com destino a Nakanoshima, nas distantes ilhas Oki.

Não é minha primeira exploração das ilhas, que oferecem algumas das paisagens mais espetaculares do Japão, mas, desta vez, estou buscando uma compreensão mais profunda waka escrito pelo 82º imperador do Japão, Go-Toba (1180-1239).

Durante os últimos 19 anos de sua vida, enquanto estava exilado em Nakanoshima, Go-Toba não apenas continuou seu papel como editor do Shin Kokinshu, uma coleção que ele concebeu e que estava destinada a se tornar uma das coleções mais reverenciadas do Japão waka, mas ele também escreveu poemas que nos dão uma visão de seu caráter e circunstâncias.

Waka é um termo abrangente para toda a poesia japonesa, mas a mesma palavra também identifica uma forma poética tradicional específica que se desenvolveu durante o Período Nara no século VII. As linhas em um poema waka são renderizadas em um padrão rítmico de 5-7-5-7-7 morae (unidades de som, muitas vezes erroneamente equiparadas a sílabas) e expressam abertamente emoções de perda, frustração, desejo e admiração pela natureza. O conteúdo confessional do waka oferece ótimas imagens do estilo de vida e das normas sociais dos japoneses letrados.

Waka também é indiscutivelmente a forma mais popular de poesia no Japão hoje, lida por milhões em colunas de jornais japoneses e apresentada na televisão anual “Utakai Hajime”, a leitura de poesia de ano novo da família imperial, que inclui poemas selecionados de submissões públicas.

O porto de Saki está localizado ao sul da cidade de Ama, na ilha de Nakanoshima. | KIT NAGAMURA

No convés da balsa, observo a terra desaparecer de vista. É difícil não imaginar a viagem de Go-Toba, há cerca de 800 anos, em 1221. Na época, o ex-imperador tinha 41 anos, navegando para longe de tudo o que conhecia. No trono dos 3 aos 18 anos, Go-Toba era, segundo muitos relatos, um jovem divertido, barulhento e socialmente ativo. O xogunato Kamakura, talvez notando a força de Go-Toba, forçou-o a se aposentar, transferindo o título para seu filho. Oficialmente aposentado ainda adolescente, Go-Toba se engajou em esportes e festas de poesia, mas ainda tinha peso na política da corte. Ele também encomendou o Shin Kokin Wakashu, uma nova coleção de waka destinada a modernizar a antiga coleção Kokin Wakashu (905). A coleção incluía clássicos antigos e também obras de ponta da época, avançando assim a forma poética.

O que mudou a vida de Go-Toba foi sua tentativa de recuperar o poder do xogunato Kamakura em uma tentativa de restabelecer o domínio imperial em Kyoto. Seus planos deram errado rapidamente e ele foi exilado para Nakanoshima. Seus filhos também foram despachados para outras ilhas, e ele nunca mais os viu.

Hoje em dia, a balsa leva apenas cerca de duas horas para Nakanoshima, mas a jornada é de um afastamento vertiginoso do familiar. O movimento da luz do sol na água é fascinante, e o céu tão amplo que coloca em perspectiva a pequena existência humana.

Enquanto a balsa desliza para o Terminal Marítimo do Porto de Hishiura, em Nakanoshima, localizado na cidade de Ama, vejo a ala anexa recém-construída do Ento Hotel, chamada Nest, onde reservei uma estadia de penas finas. Ao entrar no prédio de 2021, um design ultra-limpo do Mount Fuji Architects Studio, suspeito que talvez nunca mais queira sair do ninho. É uma acomodação surpreendentemente elegante para uma ilha remota com uma população de aproximadamente 2.000 pessoas. Logo descubro que toda a cidade de Ama ajudou a financiar o hotel, de modo que a maioria dos ilhéus tem interesse no empreendimento.

A balsa do porto de Shichirui, na província de Shimane, para Nakanoshima, nas distantes ilhas Oki, leva cerca de duas horas. | KIT NAGAMURA

Nas minhas primeiras horas em Nakanoshima, também descubro que a maioria dos ilhéus sabe muito sobre Go-Toba e waka, e fica feliz em compartilhar.

Kosuke Takahashi, 60, por exemplo, ex-integrante do conselho de educação em Ama e atualmente especialista nas trilhas forjadas por Go-Toba, me leva a uma velocidade vertiginosa passando por vaqueiros, enseadas de pesca e vistas dramáticas antes de parar no porto onde Go-Toba desembarcou pela primeira vez na vila de Saki, ao sul de Ama.

Quando ele desliga o motor do carro, a aldeia de Saki quase fica em silêncio, exceto pelo som das ondas batendo. Uma fileira de frágeis barracas de pesca ao longo da margem do porto me parece possivelmente semelhante ao que o imperador exilado e sua comitiva poderiam ter visto quando seus barcos desembarcaram.

O barco de Go-Toba encontrou uma tempestade violenta, e ele disse ter composto uma waka no meio dela:

Eu serei o novo diretor desta ilha! / Sobre os mares ao redor de Oki / oh ventos selvagens / sopram com cuidado! (tradução: Thomas McAuley)

Dado que a palavra japonesa para “guardião” também pode ser traduzida como “deus”, o poema soa desafiadoramente corajoso. No entanto, quando sua comitiva desembarcou ao anoitecer, nenhum residente estava preparado para recebê-los. Takahashi aponta uma pedra na qual Go-Toba teria sentado enquanto seus atendentes procuravam hospedagem.

O testamento de Go-Toba com impressões de mãos está em exibição no Museu Go-Toba, na ilha de Nakanoshima. | KIT NAGAMURA

Por fim, o ex-imperador passou sua primeira noite em um santuário com telhado de palha em um promontório próximo. Takahashi me guia por um caminho íngreme até o Santuário Miho, agora com telhado de telhas. Os falcões do mar gritam no alto e, mesmo ao meio-dia, os terrenos do santuário cobertos de musgo parecem abandonados. Lendo uma pedra esculpida com um waka que Go-Toba teria escrito naquela noite, ao luar, sinto sua apreensão, quando suas circunstâncias entraram em foco.

Como a vida efêmera / olhando a lua / pelos beirais de um humilde telhado de palha / sinto que ninguém sabe / o que nos acontecerá (tradução: Megumi e Marie Moriyama)

Takahashi me leva de volta a Ama, onde visito o pequeno Museu Go-Toba, com uma réplica do testamento do ex-imperador, carimbado com impressões vermelhas de suas mãos. Há também várias versões ilustradas de “Go-Toba-in Ento Hyakushu” (“Os 100 versos de uma ilha distante de Go-Toba”). Perto dali, presto homenagem no local da cremação de Go-Toba, depois ofereço uma oração no Santuário Oki, construído há um século para honrar sua memória.

Finalmente, espio a casa de madeira da família Murakami, que foi encarregada do bem-estar de Go-Toba durante seu exílio. Como os alojamentos de Go-Toba foram perdidos em um incêndio, a casa de Murakami é tudo o que tenho para conjurar os prováveis ​​aposentos básicos que o imperador exilado recebeu. Mais de um de seus wakas dá voz às suas queixas:

Pense nisso / sob este manto de musgo espesso de orvalho / eu deito em vigília solitária / noite duradoura após / noite frígida de inverno (tradução: Laurel Rasplica Rodd)

A antiga casa da família Murakami, que foi acusada de bem-estar do ex-imperador Go-Toba durante seu exílio na ilha | KIT NAGAMURA

Na verdade, muitos dos wakas da ilha de Go-Toba são, sem surpresa, lamentos – mas esses poemas, conhecidos como jukkai, eram uma categoria popular de waka. Quando eu espio entre a escassa Casa Murakami exibe uma pele de veado aqui ball, usado em uma espécie de jogo de kickball que Go-Toba gostou muito – eu me pergunto se talvez Go-Toba se divertiu mais em Nakanoshima do que comumente se imagina?

Converso sobre isso com Shinya Sakakibara, de 74 anos, no Conselho de Proteção de Propriedades Culturais de Ama e com o sacerdote do Santuário Miho, e mais tarde com sua filha de 42 anos, Yuki. Ambos são especialistas na poesia de Go-Toba.

Os Sakakibaras apontam que Go-Toba observou cuidadosamente a vida na ilha. Ambos mencionam vários wakas que celebram a beleza da ilha e me ensinam um que a maioria dos ilhéus memorizou:

Arrefece a noite / lançam-se as lâminas dos juncos / nas ondas que se aproximam / cresce o número de pirilampos / chamas de pesca do povo do mar (tradução: Laurel Rasplica Rodd)

Waka está gravado em uma pedra no Santuário Miho. | KIT NAGAMURA

De volta ao Museu Go-Toba, que funciona como um animado ponto de encontro para os ilhéus, tenho a sorte de conhecer um dos marinheiros locais de Nakanoshima, Takeshi Sasaka.

Sasaka, um professor de 50 anos que se tornou pescador, ganhou três concursos de waka na província de Shimane e credita sua interação com os elementos naturais da ilha como sua musa.

“Primeiro, observo, depois, quando me comovo com o que vejo, preciso encontrar as palavras para isso”, diz. Isso pode parecer simples, mas imagino Go-Toba fazendo o mesmo, encontrando uma essência de liberação no processo.

Mais tarde, relaxando na austeridade limpa do meu quarto no Ento Hotel, olho por uma enorme janela panorâmica. As balsas chegam e partem, e lentamente uma lua cheia nasce. Fico pensando em como, nos últimos dois anos, cada um de nós experimentou o gosto do exílio. A ilha me convence a deixar essa emoção fluir pela minha caneta.

Alice Gordenker e Kit Nagamura, colaboradores do Japan Times, farão uma palestra intitulada “Ilhas da Poesia do Japão: Imperador Go-Toba, Poesia Waka e as Ilhas Oki” em 26 de fevereiro. Para se inscrever, visite https://bit.ly/PoetryIslands.

Takeshi Sasaka, um professor de 50 anos que se tornou pescador, credita sua interação com os elementos naturais da ilha como sua musa. | KIT NAGAMURA

De acordo com as diretrizes do COVID-19, o governo está solicitando veementemente que moradores e visitantes tenham cautela se optarem por visitar bares, restaurantes, locais de música e outros espaços públicos.

Em uma época de desinformação e muita informação, jornalismo de qualidade é mais crucial do que nunca.
Ao se inscrever, você pode nos ajudar a obter a história certa.

INSCREVA-SE AGORA

GALERIA DE FOTOS (CLIQUE PARA AMPLIAR)

.

Artigos recentes

Array

Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array ArrayArray Array…

4 minutos ago

Array

Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array ArrayArray Array Array

59 minutos ago

Array

Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array ArrayArray Array Array

1 hora ago

Array

Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array ArrayArray Array Array…

2 horas ago

Array

Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array ArrayArray Array…

3 horas ago

Array

Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array Array ArrayArray…

3 horas ago

Este site usa cookies.